sábado, 14 de janeiro de 2017

Descobrir Barcelona em 3 dias - 3º dia

Descobrir Barcelona em 3 dias - 3º dia

O artigo de hoje é dedicado ao nosso 3º e último dia em Barcelona, esta cidade que cativa quem quer que a visite. A sua arquitectura ecléctica faz-nos viajar ao longo de séculos de história e de nos prender nos pormenores mais pequenos.

O nosso roteiro
3º dia

Para o nosso último dia decidimos deixar duas das atracções mais conhecidas de Barcelona e assim iniciámos o nosso dia no Parc Guell, uma das obras mais conhecidas do arquitecto modernista Antoni Gaudí, o curioso é que este belo parque resulta de um enorme fracasso urbanístico. O rico banqueiro Eusebi Guell, fantasiava com um belo condomínio fechado, um oásis no bairro de Gràcia. O projecto previa a construção de dezenas de residências unifamiliares, rodeadas por belos jardins, ou seja, o projecto pretendia criar uma cidade-jardim.
Contudo, o empreendimento nunca foi acabado e apenas se concluíram as fundações e duas casas, uma das quais ocupadas por Gaudí e que hoje é a Casa Museu Gaudí. Apesar do fracasso, o que ficou foi um parque deslumbrante e único, que nos oferece uma panorâmica da cidade magnífica e que levou a que, em 1984, fosse declarado Patrimonio Mundial da Humanidade pela UNESCO.
Posteriormente, farei um artigo falando em pormenor da obra de Gaudí pela cidade,

Parc Guell

Depois de visitarmos o parque e uma vez que o nosso bilhete para a Sagrada Família era só para o meio da tarde, decidimos voltar ao Passeig de Gràcia, para mais uma vez apreciar a beleza de uma das maiores avenidas de Barcelona e onde se situam algumas das mais importantes peças de arquitectura da cidade. Localizada bem no centro do bairro Eixample é também um dos locais mais importantes na área das compras e dos negócios.

Passeig de Gràcia

Localizada no Passeig de Gràcia a Casa Bonaventura Ferrer foi projectada pelo arquitecto Pere Falqués i Urpí, seguindo a linha do modernismo e Art Nouveau. Esta foi erguida em 1906 e é mais conhecida por "El Palauet" dada a sua beleza e tamanho reduzido. Em 2010, quando foi remodelado, foi convertido num luxuoso boutique hotel. 

Casa Bonaventura Ferrer

Chegada a hora da nossa entrada fomos caminhando até ao Temple Expiatori de la Sagrada Família, uma das atracções imperdíveis da cidade, é uma das obras mais emblemáticas e grandiosas do génio do modernismo catalão Antoni Gaudí, onde está perceptível toda a sua criatividade e inovação. Este belo projecto foi iniciado em 1882, mas só uma ano mais tarde Gaudí tomou o comando do mesmo, tinha apenas 31 anos quando abraçou este trabalho e dedicou-lhe os seus últimos 40 anos de vida, os últimos 15 de forma exclusiva. 
O seu tamanho colossal permite que este belo monumento seja visto a partir da maior parte da cidade. Este é um templo expiatório, construído com donativos dos fiéis, sendo uma obra em constante evolução, estima-se que as obras fiquem concluídas em 2026, altura do centenário da morte de Gaudí. A Sagrada Família foi declarada Património Cultural da Humanidade pela UNESCO, em 2005.
Posteriormente, farei um artigo falando em pormenor da Sagrada Família.
Sagrada Família
E assim terminava a nossa viagem por Barcelona, uma cidade cheia de encanto, que nos proporcionou dias incríveis de descoberta e de proximidade com as artes. É uma cidade muito ampla, aberta e cheia de espaços verdes ideias para quem viaja com crianças, como nós. É certamente uma cidade a repetir, mas provavelmente só depois da Sagrada Família estar completa.


E vocês já visitaram Barcelona? O que acharam? Ou ainda querem visitar?
Este blog tem parceria com o Booking. Se pretender fazer a sua reserva para ficar alojado em Barcelona, contrate o serviço por aqui e estará ajudando o nosso blog, já que o nosso trabalho é voluntário.

Não perca as nossas impressões do nosso hotel.
Veja o roteiro do nosso 1ºdia.
Veja o roteiro do nosso 2º dia.
Descobrir a Sagrada Família
Descobrir a Catedral de Barcelona