sábado, 27 de dezembro de 2014

As 7 Maravilhas Subaquáticas

As 7 Maravilhas Subaquáticas

Mais uma artigo da série "As 7 Maravilhas...", desta vez vamos falar sobre as 7 Maravilhas Subaquáticas. Não se sabe ao certo a origem desta lista, embora se acredite que a mesma foi elaborada pela International CEDAM, e que com o tempo tem ganho um grau de notoriedade considerável.


Palau
Palau é um pequeno pais do Oceano Pacífico, cujas ilhas mais importantes são Angaur, Babeldaob, Koror e Peleliu. Todas elas estão rodeadas por uma bonita barreira de corais. Podemos ainda encontrar a norte das ilhas o bonito atol de coral de Kayangel.

Atol de Coral de Kayangel (Fonte: blog.conservation.com)


Barreira de Coral de Belize
A Barreira de Coral de Belize é constituída por um conjunto de recifes de corais, que abrange a costa de Belize, sendo o segundo maior sistema de recifes de coral do mundo, depois da Grande Barreira de Corais da Austrália, estendendo-se por 300 Km ao longo da Península de Yucatán. Dentro da Barreira de Corais podemos encontrar o Blue Hole, um dos lugares para a prática de mergulho mais impressionante do mundo.

Blue Hole (Fonte: www.vocerealmentesabia.com)


Grande Barreira de Coral, Austrália
A Grande Barreira de Coral, situa-se ao longo da costa oriental da Austrália e é o maior recife de coral do mundo inteiro. Esta barreira possui mais de 2000 Km de extensão. Esta estrutura encontra-se em constante crescimento e serve de abrigo a um enorme leque de animais e vegetação subaquática, o que proporciona manutenção de uma verdadeira floresta submarina. Em 1981 foi eleita como Património Mundial da Humanidade.

Grande Barreira de Coral (Fonte: www.dimemag.org)


Erupções Sub-aquáticas
As erupções sub-aquáticas resultam de fissuras debaixo de água na superfície da Terra, podendo ocorrer erupção de magma. Com as erupções podem surgir os respiradouros hidrotermais, que abrigam animais que não são passíveis de ser encontrados em nenhuma outra parte do planeta.

Erupção Sub-aquática (Fonte: www.latrola.net)


Ilhas Galápagos
As Ilhas Galápagos são um arquipélago formado por 13 ilhas, situadas no Oceano Pacífico. Este bonito arquipélago apresenta uma diversidade elevada, sendo o habitat de uma fauna peculiar que é constituída por algumas espécies endémicas, tais como as tartarugas das Galápagos. 
Aqui encontramos uma reserva de vida selvagem administrada pelo Governo do Equador e que é o principal laboratório vivo de biologia do mundo.

Ilha Galápagos (Fonte: brasildiario.com)


Lago Baikal
O Lago Baikal é um lago no sul da Sibéria, com cerca de 636 Km de comprimento, sendo o maior lago de água doce da Ásia, o maior em volume de água do mundo e ainda o mais antigo e profunda da Terra. Este possui uma biodiversidade admirável, com cerca de 1085 espécies de plantas e 1550 espécies e variedades de animais.
Este bonito lago foi considerado Património mundial pela UNESCO.




Corais do Mar Vermelho
Uma das características mais impressionantes do Mar Vermelho são os seus corais, cujo crescimento excepcionalmente abundante resulta das águas salgadas e quentes que constituem este mar.
"O outro mundo de Deus", como o Mar Vermelho é apelidado é constituído por uma variedade enorme de corais, peixes e mamíferos marinhos que a vida no fundo do mar parece tão normal e agitada como a vida à superfície.

Corais do Mar Vermelho (Fonte: www.egort.comunidades.net)
 E assim termina mais uma lista das 7 Maravilhas. O que acharam desta lista? Concordam?
Espero que tenham gostado.

;)



quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

As 7 Maravilhas Naturais

As 7 Maravilhas Naturais


Mais um artigo da série "As 7 Maravilhas....". Desta vez com as 7 Maravilhas Naturais, certo é que não existe consenso quanto a esta lista. Mas em 1997 foi elaborada uma lista pela CNN, lista pela qual me guiei para fazer este artigo.
Desafio-vos a ler e a deixar as vossas opiniões quanto a esta lista.


Grand Canyon, EUA
O Grand Canyon, localiza-se no Arizona e é uma das maiores atracções turísticas dos EUA. 
Este enorme desfiladeiro foi esculpido ao longo de vários milhões de anos pelo Rio Colorado, possuindo uma diferença de altitude de quase 2200 metros. É constituído por várias áreas diferentes, sendo que a mais famosa é o Parque Nacional do Grand Canyon, mas podemos observar também duas reservas indígenas, a Reserva Indígena de Havasupai e a Reserva Indígena de Hualapai.
Quem visita este fantástico desfiladeiro obtém uma experiência absolutamente inesquecível.

Grand Canyon (Fonte: www.nationofchange.org)


Grande Barreira de Coral, Austrália
A Grande Barreira de Coral, situa-se ao longo da costa oriental da Austrália e é o maior recife de coral do mundo inteiro, possuindo mais de 2000 Km de extensão. Esta estrutura encontra-se em constante crescimento e serve de abrigo a um enorme leque de animais e vegetação subaquática, o que proporciona manutenção de uma verdadeira floresta submarina. Em 1981 foi eleita como Património Mundial da Humanidade.

Grande Barreira de Coral (Fonte: www.divemag.org)


Baía de Guanabara, Brasil
A Baía de Guanabara é cercada por várias cidades, nomeadamente o Rio de Janeiro, Duque de Caxias, São Gonçalo, Niterói, entre outras, possuindo uma extensão de 28 km. Esta bonita Baía foi descoberta em Janeiro de 1502, pelo português Gaspar de Lemos, o lhe deu o nome de Rio de Janeiro, pois acreditava que era a foz de um rio e ter sido descoberta em Janeiro. A Baía de Guanabara abriga dezenas de espécies botânicas, zoológicas e ictiológicas.

Baía Guanabara (Fonte: pt.wikipedia.org)


Monte Evereste, Nepal
O Monte Evereste é a mais alta montanha da Terra, localizando-se na cordilheira do Himalaia, na fronteira entre o Tibete e o Nepal.
Normalmente, quem pretende aceder ao cume da montanha fá-lo pelo Nepal pelo Parque Nacional de Sagarmatha que está  na lista de Património Natural da Unesco.


Monte Evereste (Fonte: www.taringa.net)


Aurora Boreal, Região Polar Norte
A Aurora Boreal é um fenómeno visual que surge em latitudes do hemisfério norte e foi batizada com este nome por Galileu Galilei em 1619, em homenagem à deusa romana do amanhecer Aurora e ao seu filho Bóreas, representante dos ventos norte. É um verdadeiro espectáculo de luzes coloridas e brilhantes, que surgem do contacto dos ventos solares com o campo magnético do Planeta Terra.
É possível assistir a este fantástico fenómeno nas épocas de Setembro a Outubro e de Março a Abril, geralmente no período da noite ou final de tarde e a olho nu.

Aurora Boreal (Fonte: www.tudo-sobre.net)


Vulcão Paricutín, México
O Vulcão Paricutín surgiu durante os anos de 1943 a 1952, num campo de milho, sendo um dos poucos vulcões cujo nascimento foi testemunhado pelo homem. Surpreendentemente, a sua erupção não causou nenhuma morte, embora haja registo da morte de três pessoas, em consequência dos relâmpagos associados à erupção do vulcão.
Este é um vulcão monogenético, o que indica que nunca voltará a entrar em erupção.

Vulcão Paricutín (Fonte: www.portalrcr.com.br)


Cataratas Vitória, Zâmbia
As Cataratas Vitória são uma das principais atracções de África e localizam-se no rio Zambezi. Foram descobertas em 1855, pelo explorador escocês David Livingstone e baptizou-as com este nome em homenagem à Rainha Vitória.
Estas são a maior queda de água deste continente, tendo uma altura que varia entre os 61 e os 128m. 

Cataratas Vitória (Fonte: www.globeholidays.net)

O que dizem destas 7 maravilhas naturais? Concordam, ou colocariam outras? Espero que tenham gostado do artigo e que deixem aqui as vossas opiniões.

;)
















sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

As 7 Maravilhas de Portugal


As 7 Maravilhas de Portugal


Hoje iniciarei uma série de artigos denominados "As 7 Maravilhas....", com estes artigos pretendo apenas dar a conhecer as fantásticas maravilhas que se encontram por esse mundo fora. O primeiro dos artigos vem falar exactamente nas 7 maravilhas de Portugal, maravilhas essas que foram condecoradas a 7 de Julho de 2007.

Vários foram os monumentos portugueses a concurso, dada a panóplia de monumentos que ilustram o nosso bonito país. A lista inicial foi composta por 793 monumentos, depois reduzidos a 77 e posteriormente a lista final contou com 21 monumentos finalistas, que foram a uma votação on-line da qual resultou nos 7 vencedores.

As nossas 7 Maravilhas englobam então:

Castelo de Guimarães
O Castelo de Guimarães é um dos monumentos mais conhecidos de Portugal. Foi mandado construir pela Condessa Mumadona, no século X, para servir de defesa ao mosteiro de Guimarães.
Mais tarde, e com a fundação do Condado Portucalense, D.Henrique e D.Teresa elegeram este castelo como local de residência, tendo Guimarães ficando então conhecida como a cidade-berço.

Castelo de Guimarães (Fonte: www.culturanorte.pt)



Castelo de Óbidos
O Castelo de Óbidos é um verdadeiro símbolo histórico de Portugal, que foi erguido sobre um monte, em tempo localizado à beira mar. Acredita-se que este bonito castelo tem origem romana, tendo sido posteriormente servido de fortificação aos árabes. A partir de 1148, quando foi conquistado pelos cristãos, passou por várias reestruturações que têm durado até aos dias de hoje, mas que preservaram as suas características medievais.

Castelo de Óbidos (Fonte:www.bestguide.pt)



Mosteiro da Batalha
O Mosteiro da Batalha foi mandado construir em 1386 por D.João I, como agradecimento à Virgem Maria pela vitória na Batalha de Aljubarrota. A sua construção gótica demorou cerca de dois séculos a ficar completa, embora tenha servido de sede dos primeiros dominicanos logo a partir de 1388. Este bonito Mosteiro foi considerado património mundial da UNESCO.

Mosteiro da Batalha (Fonte:www.pportodosmuseus.pt)



Mosteiro de Alcobaça
O Mosteiro de Alcobaça foi iniciado em 1178 pelos monges de Cister, aquando da conquista de Santarém aos árabes. A abadia é um dos mais importantes templos medievais, tendo sido a primeira obra inteiramente gótica em Portugal. Já a sua fachada resulta de uma combinação de estilos que englobam o românico, o gótico e o barroco.

Mosteiro de Alcobaça (Fonte: www.leme.pt)



Mosteiro dos Jerónimos
O Mosteiro dos Jerónimos foi mandado construir pelo rei D.Manuel, em 1496, de forma a perpetuar a memória do Infante D.Henrique, pela sua devoção a Nossa Senhora e a S. Jerónimo. Tendo posteriormente sido doado aos monges da Ordem de S. Jerónimo. 
Este é um exemplo da arquitectura manuelina, sendo também o mais notável conjunto monástico português do seu tempo, tendo sido declarado património mundial da UNESCO em 1983.

Mosteiro dos Jerónimos (Fonte:www.commons.wikimedia.org)



Palácio Nacional da Pena
O Palácio Nacional da Pena representa uma das melhores expressões do Romantismo arquitectónico do século XIX. Foi mandado construir no século XVI, por D.Manuel I, para cumprir uma promessa e doou-o à Ordem de São Jerónimo. O Palácio resulta de uma mistura de estilo, que englobam o neogótico, o neomanuelino, o neo-islâmico, o neo-renascentista.

Palácio Nacional da Pena (Fonte: www.destinomundo.pt)



Torre de Belém
A Torre de Belém é uma fortificação que integrou o plano defensivo no Rio Tejo, projectado na época de D. João II. Caracteriza-se pelo nacionalismo que se encontra implícito, dada a sua ornamentação que engloba decorações do Brasão de armas de Portugal e inscrições de cruzes da Ordem de Cristo nas janelas de baluarte. A bonita Torre foi classificada em 1983 como Património Mundial da UNESCO.

Torre de Belém (Fonte: www.antenalusa.pt)



Espero que tenham gostado e que deixem as vossas opiniões quanto ao resultado desta votação que já contam com 7 anos.

:)


















quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Dez cidades encantadoras

Dez cidades encantadoras

Hoje o artigo é dedicado a dez cidades desconhecidas para muita gente, mas absolutamente encantadoras e que merecem a visita de qualquer um. Espero que gostem e que se deixem encantar tal como eu me deixei, apenas com as fotos dos locais.


Burano, Itália
Burano é uma ilha situada a apenas 11 km de Veneza, e é conhecida como a "ilha colorida da renda". Aqui a nossa atenção fica presa desde o primeiro instante, com as bonitas e coloridas casas à beira da água.As cores das casas ficavam determinadas de acordo com as famílias que lá residiam ao longo dos tempos e actualmente, caso o proprietário pretende pintar as mesmas, necessitam de aprovação do Governo com a cor autorizada a usar.
Esta ilha é ainda famosa pelo seu artesanato, em especial pela sua renda, desde o séc. XVI. Renda que foi inclusive elogiada pelo Rei Luís XIV e Leonardo da Vinci.E apesar das "rendeiras" terem diminuindo ao longo dos anos, ainda é possível encontrar algumas, sentadas do lado de fora das lojas e das casas, as fazer as bonitas peças.



Oia, Grécia
Oia é uma pequena cidade situada na ilha de Santorini, sendo o local ideal para quem procura o romance, mas é também o sítio mais caro da ilha. É um local absolutamente encantador, onde as casas são todas brancas contrastante com o azul das cúpulas das igrejas. Oia é conhecida pelo por do sol mais poético do universo, onde as casas ficam banhadas por uma aura alaranjada, tornando a vista absolutamente inesquecível.



Colmar, França
Colmar é uma cidade da Alsácia fundada no séc. IX, que pertenceu ao império alemão, sendo possível observar a sua influência até aos dias de hoje. É uma cidade bem pequena e muito acessível de se visitar. Ela atrai inúmeros turistas pelo romantismo dos seus bairros e pela qualidade do seu património arquitectónico, ou seja a cidade é a própria atracção, com casas coloridas, um canal que atravessa o pequeno centro e restaurantes por toda a parte.



Tasiilaq, Groenlândia
Tassilaq, anteriormente conhecida como Ammassalik, é uma cidade com pouco menos de dois mil habitantes. E apesar de ser uma localidade remota é bastante acessível, sendo a principal entrada para uma fantástica experiência nórdica e ideal para os amantes da natureza e das actividades ao ar livre, podendo fazer longas caminhadas pelas montanhas, passear de caiaque, fazer escalada ou esqui e até mesmo corridas de trenó puxadas por cães. Mas para aqueles que preferem uma visita mais cultural, este também é o sítio ideal, pois Tassilaq possui uma vida artística bem características, que podemos observar através do artesanato de design rústico, ou através dos diversos locais com música ao vivo.



Savannah, EUA
Savannah situa-se no estado da Geórgia e foi fundada em 1733 pelo general britânico James Oglethorpe. Esta é uma das cidades históricas mais charmosas dos Estados Unidos, caracterizada pelas suas casas de estilo vitoriano e pelas suas 22 praças e possuir a maior coleção de pontos históricos do país, sendo uma obra de arte a céu aberto. O cartão postal desta cidade é o Forsyth Park, uma enorme área verde, bem no centro da cidade, constituída por carvalhos cobertos de musgo.



Newport, EUA
Newport é uma cidade localizada no estado de Rhode Island, tendo sido fundada em 1639 e possuindo actualmente o maior número de edifícios do período colonial nos Estados Unidos. É conhecida como o local de férias da elite da Nova Inglaterra e ainda pelas suas célebres mansões. Esta é uma cidade marítima rodeada de água e como tal considerada a capital naútica do país. Newport é uma cidade elegante ideal para os que pretendem apreciar a arquitectura colonial, passear ao longo dos penhascos ou praticar desportos aquáticos.



Wengen, Suiça
Wengen localiza-se na região de Berner Oberland e repousa sobre um planalto ensolarado 400 metros acima do vale de Lauterbrunnen. Sendo a natureza um dos principais encantos deste vilarejo, que se encontra desprovido da presença de automóveis e que oferece bonitas áreas de passeio e de esqui aos seus visitantes. Quem visita esta bonita estância pode ainda deslizar entre as árvores no teleférico até ao topo da montanha Mannlichen enquanto desfrutam da paisagem composta pelas cores vivas dos chalés no vale.



Giethoorn, Holanda
Giethoorn é uma cidade fundada por um grupo de fugitivos da região do Mediterrâneo por volta de 1230. Esta bonita cidade é conhecida como "Veneza dos Países Baixos", pois não possui estradas, e o único acesso é feito por água, ao longo de inúmeros canais. É constituída por locais fantásticos, com casas encantadoras e bonitas  pontes em arco. Os moradores utilizam pequenas embarcações para circular junto às casas.
Aqui podemos desfrutar de um local sem barulho, ar puro e perfumado pelas muitas flores que caracterizam a Holanda.



Shirakawa, Japão
Shirakawa é uma cidade japonesa que se localiza na fronteira dos Alpes do Japão e que foi declarada Património Mundial da Humanidade. É famosa pelas suas bonitas habitações tradicionais, gasshoku, inteiramente construídas em madeira e com o telhado coberto por plantas de arroz (trocadas a cada cinco anos). Estas casas têm pelo menos trezentos anos e têm sobrevivido a guerras, terramotos e à modernização.



Hallstatt, Áustria
Hallstatt encontra-se entre o lago Hallstatter See e as montanhas e é composta por bonitas casinhas rústicas, tendo sido declarada Património da Humanidade da UNESCO. É conhecida pelas suas preciosas minas de sal que permitiram que a cidade se fosse valorizando. A vista às antigas minas é uma das visitas obrigatórias, outra das visitas a fazer é subir ao alto da através do funicular, a descida pode ser feita a pé por entre abetos e pinheiros, onde vamos descobrindo um pouco da história de Hallstatt espalhada pelo caminho.



Espero que tenham gostado e que vos tenham despertado a curiosidade para conhecer estes destinos fabulosos. Infelizmente ainda só conheço um dos locais, Oia, mas espero no futuro poder descobrir a beleza de cada um destes locais que estarão certamente nos meus próximos planos. 
Deixem aqui os vossos comentários e opiniões.

:)