domingo, 27 de abril de 2014

Parcerias


Parcerias


Finalmente consegui a minha primeira parceria..... Ao fim de dois meses a lutar passo a passo pelo crescimento do blog eis que surge a primeira oportunidade para criar uma parceria, com o website http://www.malaparadois.com/.
Quero agradecer a Amanda Fontenele, administradora da página A Grécia do seu jeito, que me indicou e permitiu conseguir esta parceria.

Quero também agradecer a Edi Marques, administrador e editor chefe dos canais malaparadois que foi tão simpático e acessível para comigo.

O website malaparadois foi criado a pensar em quem gosta de viajar, permitindo obter informações acerca dos locais a visitar e roteiros a fazer. Permite ainda a partilha de histórias e experiências obtidas nas viagens. E se inicialmente o projecto começou com o formato de blog, cedo sentiram a necessidade de criar algo maior, com maior capacidade de armazenamento, para além de criarem também meios de interacção com o público.

Actualmente encontram-se presentes em diversas redes sociais, com interacção 24 horas por dia, 7 dias por semana, tendo mais de 112 mil acessos. Mais recentemente abraçaram um novo projecto e lançaram a Revista Electrónica, onde conseguimos obter diversos tipos de informação sobre diferentes locais, hotéis, eventos e até tem uma rubrica para os fãs mandarem as suas fotos.

Neste momento sinto-me feliz e realizada, pois finalmente começo a ver frutos. E sentir que o blog, que criei inicialmente apenas para passar o tempo e para me distrair dos problemas que estava a atravessar, se pode tornar em algo mais sério deixa-me profundamente agradecida.

Espero que esta parceria seja extremamente produtiva tanto para mim como para o malaparadois e que possamos realmente crescer em ampliar os nosso objectivos.

Quem pretender saber mais sobre o malaparadois pode sempre visitar o website, a página do facebook ou até enviar um email para obter mais informação.
malaparadois@gmail.com
www.facebook.com/malaparadois
http://www.malaparadois.com/

Obrigado.....

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Locais com Neve na Europa

Locais com Neve na Europa

Hoje decidi fazer um artigo sobre os locais na Europa mais in para quem gosta de neve. Confesso que prefiro uma praia fantástica do que propriamente neve, mas gostos não se discutem e como tal decidi que valia a pena fazer este artigo. Espero que seja útil.


Zermatt, Suiça
Zermatt é uma cidade alpina suiça, situada em Valais. Aqui encontramos a mais famosa montanha dos Alpes, o Matterhorn, sendo um dos melhores resorts do mundo de esqui. Um detalhe importante é que os visitantes locomovem de trenós ou carrinhos eléctricos.
Com o tempo a fama desta localidade aumentou e hoje encontramos um leque variadíssimo de hotéis, restaurantes, lojas de relógios de luxo, pubs, galerias de arte e celebridades internacionais. Se visitar esta bonita cidade não deixe de ir à Praça Kirchplatz e a aldeia escavada por arqueólogos.



Chamonix, França
Chamonix é uma pequena cidade francesa, aninhada na sombra da montanha mais alta da Europa. Sendo o melhor destino de esqui de montanha de França, com centenas de montanhistas, trekkers, amantes do esqui alpino e das montanhas a visitarem este local todos os anos.
Em 1924 recebeu os primeiros Jogos Olímpicos de Inverno, catapultado a cidade para a fama entre os amantes dos desportos de Inverno.

Chamonix (Fonte clubemontanhismodebraga.blogspot.com)

Innsbruck, Áustria
Innsbruck é uma cidade no oeste da Áustria, capital do estado do Tirol, situando-se no Vale do Inn. É muito mais do que um pitoresco vilarejo, ou seja, aqui vivemos uma autêntica experiência cultural, podendo visitar os parques de snowboard, teatros, pistas de escalada e patinação, museus, realizar passeios a cavalo ou até visitar palácios imperiais.
Em 1964 e 1976 foi palco dos Jogos Olímpicos de Inverno.

Innsbruck (Fonte cidadesemfotos.blogspot.com)


Garmisch-Partenkirchen, Alemanha
Garmisch-Partenkirchen é um município da Alemanha, localizado no estado da Baviera. É a opção clássica entre os resorts de neve na Alemanha, estando rodeada pelas cadeias montanhosas de Wettersteingebrige e Ammergauer.
Esta estância de desportos de Inverno foi sede dos Jogos Olímpicos de Inverno em 1936.

Garmisch-Partenkirchen (Fonte compassaportenamao.blogspot.com)


Bled, Eslovénia
Bled situa-se no noroeste da Eslovénia, perto das fronteiras com Itália e Áustria. Este bonito vilarejo é descrito como a "criação de algum Deus do Turismo" e realmente é um verdadeiro encanto.
Apesar de não ser uma típica estância de esqui, Bled é um dos locais favoritos para famílias e amigos que pretendem gozar de férias relaxantes no inverno. Aqui conseguimos juntar a boa prática de esqui e os passeios turísticos obrigatórios com lojas e boutiques, parques e vistas fantásticas das montanhas e lagos.

Bled (Fonte travelblat.com)


Sierra Nevada, Espanha
A Sierra Nevada é um maciço montanhoso, localizado na Andaluzia, em Espanha. Em 1986 foi declarada Reserva da Biosfera pela UNESCO e em 1999 grande parte deste território doi declarado Parque Nacional.
Com uma posição geográfica privilegiada, a Sierra Nevada vem-se destacando entre os destinos de inverno no sul da Europa, sendo o local ideal para os fãs de desportos de inverno ou para os que procuram um local para curtir o frio e a neve da Europa. Aqui, em determinadas estações podemos esquiar até à noite, podemos passear pela bela floresta e escalar as rochas da montanha.

Sierra Nevada (Fonte www.travelwings.pt)


Interlaken, Suiça
Interlaken é uma das cidade mais charmosas da Suiça, e encontra-se cercada por montanhas e os lagos de Thun e Birez.
Esta bonita cidade possui uma das mais populares estâncias de esqui da Europa, sendo um autêntico paraíso para os entusiastas da natureza e ar livre.
Aqui poderá também visitar o bonito Palácio do Gelo ou até fazer um cruzeiro para conhecer as cidadelas da região.

Interlaken

Espero que tenham gostado e que possam aproveitar estas maravilhosas estâncias de esqui.
:)





sábado, 12 de abril de 2014

Bari

Bari

Hoje decidi falar sobre uma pequena cidade italiana que tive o prazer de conhecer em Junho de 2012, a bonita cidade de Bari. 
Tive muito pouco tempo para visitar esta bonita cidade e estava muito calor, então optámos por uma solução um pouco mais fresca e menos cansativa, que foi o "City Tour", um autocarro sem tecto que passava pelos pontos mais importantes da cidade.
Após regatearmos o preço e obter o respectivo desconto, entrámos no autocarro e iniciámos o nosso percurso.


Esta é a segunda metrópole do Sul de Itália e o seu centro velho, hospeda numerosos testemunhos da civilização que se alternaram ao longo dos tempos, nomeadamente os romanos, normandos, suecos, entre outros.
Não se sabe ao certo as origens desta cidade, localizada na região da Apúlia. Por volta do século III a.C., foi conquistada pelos Romanos. Após a queda do Império Romano, em 476, a cidade foi invadida por Bárbaros e ocupada pelos Godos. No ano de 554, foi tomada pelos Bizantinos, que governaram até 840, quando passou para o domínio Sarraceno. Passados 30 anos, os Bizantinos retomaram a cidade, onde se mantiveram até 1071, quando a cidade passou para o domínio Normando.

O que mais me impressionou à primeira vista foi a arquitectura dos edifícios, todos eles são sumptuosos e belos. Foi dar-vos uma breve descrição dos mais importantes que vimos e os locais onde parámos para visitar.

Partimos do porto de Bari, e iniciámos a nossa visita com o Castello Svevo, na Piazza Frederico Il di Svevia. Este edifício foi mandado construír por Roger II (1139), tendo sido destruído pelo menos duas vezes pelo povo de Bari, em protesto contra a tirania dos normandos. Posteriormente, Frederick II mandou reconstruir em 1233 e 1240.
Castello Svevo

Passámos ainda pelo Palazzo del Governo e pelo Teatro Petruzzelli, que surgiu da necessidade de possuir uma cidade cultural ao nível das outras cidades italianas. Este é o quarto maior teatro italiano e o maior teatro privado da Europa.

Palazzo del Governo

Teatro Petruzzelli
De seguida visitámos a Basílica de São Nicola e aproveitámos para comprar os nossos souveniers. O que mais me admirou neste edifício foi o facto de no mesmo local coabitarem a religião católica (no 1ºandar) e a religião ortodoxa (r/c).
A Basílica de São Nicola, foi construída em 1087 para guardar os restos mortais de San Nicola (que também é conhecida como Santa Klaus). Tendo sido a primeira e maior igreja normanda construída na região da Puglia.

Basílica de São Nicolau
São Nicolau
Seguimos depois em direcção à Piazza del Ferrarese, onde bebemos àgua de uma fonte e visitámos o mercado, Mercato del Pesce, que vos posso adiantar que é algo extremamente precário e sem condições.
A Piazza del Ferrarese surge como homenagem ao Ferrara, comerciante Stefano Fabri, que viveu no séc. XVII. A praça permite-nos aceder à parte velha da cidade e está cercada de bares e café.

Mercado de Peixe
A história da Piazza del Ferrarese

Terminava assim o nosso tour e apesar de ainda termos algum tempo livre a verdade é que o calor era insuportável e decidimos voltar para o navio. Contudo existem um conjunto de outros locais a visitar e que vos vou falar, pois são interessantes e como este ano pretendo voltar a Bari, então aproveitarei para os visitar.

La Città Vecchia, que se caracteriza pelas suas ruas estreitas e sinuosas, é onde se encontram todos os monumentos medievais importantes. De entre elas temos, a Catedral de San Sabino, construída no final do séc.XII, de estilo bizantino e dedicada a San Sabino.
Podemos ainda ver a S. Chiara, igreja que em 1492 passou para as Clarissas, pela mão do Papa Inocêncio VIII. Caso apreciem o  estilo românico podem visitar a Igreja de S. Gregorio, construída no final do séc. X é a mais antiga da cidade e passou por várias mudanças ao longo do tempo.
Temos ainda a Chiesa del Gesù, símbolo do poder dos jesuítas em Bari, sendo um dos poucos edifícios religiosos construídos do zero, em estilo barroco.

Cidade Velha Bari (Fonte parlandoitalia.blogspot.pt)
Catedral de San Sabino (Fonte parlandoitalia.blogspot.pt)

Apesar de ser uma cidade bem pequenina é extremamente amorosa e repleta de ruelas encantadoras e cheias de vida. É realmente uma cidade que merece ser visitada.

Espero que tenham gostado :)





segunda-feira, 7 de abril de 2014

Destinos ideais para solteiros

Destinos ideais para solteiros

Hoje decidi fazer um artigo baseado numa lista publicada pelo site americano Ask Men, especializado no público masculino, lista essa que nos dá os melhores destinos para solteiros.
Sabemos de antemão que viajar solteiro é bem diferente que viajar a dois ou em família, as prioridades vão mudando e a procura por diversão e vida nocturna é completamente diferente.

Então qual será o tipo de cidade considerada ideal para quem não possui qualquer tipo de compromisso? Esta é uma resposta bastante simples, ela terá que ter determinadas características que lhe permitam ser o local perfeito para quem está solteiro. Nomeadamente, discotecas, praias, homens e mulheres e muita curtição.

Decidi falar em 10 locais que para mim serão dos locais mais perfeitos para este tipo de pessoas. Espero que gostem.
Ibiza, Espanha
Situada a 179 Km do litoral de Espanha, esta ilha das Baleares é uma ilha dedicada às noites, com turistas vindos dos 4 quantos do mundo durante todo o verão, para aproveitarem tudo de bom que a ilha tem para oferecer. Durante o dia, pudemos aproveitar para descansar nas fantásticas ilhas ao redor.
Os dias são compridos, mas as noites duram horas de perdição no Pachá, Space ou Privilege, que são apenas algumas das discotecas enormes de Ibiza e que trazem igualmente os melhores DJs do mundo para actuar. 
 A agitação é garantida e renderão boas histórias aos solteiros, nesta ilha dos prazeres.


.
Hong Kong, China
Esta bonita ilha, localizada no coração da Ásia, possui uma mistura cultural enorme, albergando pessoas do mundo inteiro. E aqui pudemos encontrar uma infinidade de opções de lazer, nomeadamente, discotecas, bares e restaurantes. A maior parte deles localizados no bairro Central, no meio ou no tempo dos enormes arranha-céus formam a ilha. 
Aqui, todas as noites podemos observar um incrível show de luzes e sons designados "sinfonia de luzes".

Hong Kong (Fonte brviagem.blogspot.com)

Miami, EUA
Em nenhuma lista deste género pode faltar Miami. Esta cidade tem um poder de atracção que pode ser explicados por inúmeras razões, nomeadamente pelo seu clima excelente e pelas suas festas intermináveis. A capital da Flórida tem todas as opções que uma grande cidade americana pode ter, ou seja, shoppings, restaurantes, discotecas e ainda jogos da NBA, com os Miami Heat.
Durante o dia pudemos aproveitas South Beach e planear anoite num dos muitos bares em frente ao mar.



Las Vegas, EUA
O apelido de Las Vegas diz praticamente tudo, é a cidade do pecado. Nenhum lugar bate as despedidas de solteiro que são proporcionadas em Las Vegas, com jogos, strippers e muita bebida à mistura. Esta cidade está sempre repleta de homens e mulheres em busca de aventuras, não sendo difícil arranjar companhia.
A sua vida noturna é extravagante, com os casinos mais famosos do mundo como o Bellagio ou o Cesars Palace e discotecas de renome como o Playboy Club e a Jet.



Nova Iorque, EUA
Existem poucas cidades no mundo com a mística que Nova Iorque possui. E não é difícil entender porquê, cosmopolita, com uma arquitectura impressionante, representada pelos seus fantásticos arranha-céus, com o Central Park, com museus e galerias de arte abundantes e um ritmo cultural fascinante.
Aqui encontramos shows, espectáculos musicais, teatro e muitas discotecas que mantêm esta cidade com agitação 24 horas por dia. A Big Apple tem uma vida noturna à altura da fama dos seus bairros de Manhattan, Brooklyn e Bronx.
A cidade que nunca dorme é o ponto de encontro de jovens em busca de curtir, parceiros sem compromisso e novas amizades.



Bangkok, Tailândia
Bangkok é local de passagem para muitos turistas à procura de bonitas praias das ilhas da Tailândia, mas a sua capital também tem uma rica vida cultural e noturna, impulsionada pelos jovens deste país que estão sempre prontos para fazer a festa em alguns dos muitos bares da cidade.
Muitos solteiros se juntam nesta cidade e partem à aventura, neste que é o destino mais picante da Ásia, com bares fantásticos, tatuadores e muitas festas.



Helsínquia, Finlândia
Helsinquia, capital do design em 2012, oferece eventos misturando arquitectura, design e diversão, e onde se tenta fundir o moderno com o antigo.
Esta bonita cidade da Finlândia é um paraíso cultural, com muitos jovens em busca de novas aventuras. Para isso, juntam-se nos bares e discotecas dos bairros de Kammpi e Punavori.
Durante o verão, festas ao ar livre regadas a muita bebida. No Inverno, sem deixar a vodka de lado, as festas, logicamente, são feitas do lado de dentro.

Helsínquia


Amesterdão, Holanda
Amesterdão é a capital mundial das liberdades individuais, esta não é simbolizada somente pelos seus 160 canais e as suas tulipas, mas principalmente pelos seus coffee-shops, cafés onde as drogas leves são vendidas e usadas livremente e pelo seu bairro vermelho, com prostitutas expostas em vitrinas.
Uma viagem a esta bonita cidade vai com certeza render boas histórias para os solteiros, que devem visitar a agitada vida nocturna de Leidseplein.



Rio de Janeiro, Brasil
A Cidade Maravilhosa é o local ideal para quem pretendem encontrar mulheres bronzeadas, corpos sarados e belezas exóticas.
O Rio de Janeiro é um dos principais destinos turísticos do planeta, esta é uma cidade alto astral, com um óptimo tempo o ano inteiro, com discotecas agitadas, ensaios de escolas de samba e os bares boêmios da Lapa.
Ou seja, quem pretender corpos sarados em fantásticas praias, água de coco samba e noite quentes para curtir as fantásticas discotecas deve visitar esta bela cidade.



Roma, Itália
Roma é associada muitas vezes a casais românticos, mas o romantismo da capital italiana pode ser aproveitado não apenas para uma viagem a dois, mas ideal também para conquistar um novo amor. Tanto nas suas ruelas antigas, parques e monumentos, quanto nas suas agitadas discotecas, localizadas nos bairros Testaccio e Ostiense..
Aqui podemos encontrar gente bonita e simpática, uma gastronomia fantástica e vinhos absolutamente deliciosos.

Roma (Fonte dreamguides.edreams.pt)
Espero que tenham gostado e caso sejam solteiros aproveitem a dica e vão descobrir se são mesmo destinos ideais para vocês..... ;)

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Messina

Messina

Hoje vou-vos falar de uma bonita cidade da região da Sicília, Messina. Visitei esta pitoresca cidade em Junho do ano passado e gostei bastante do que vi.

Messina é uma cidade muito alegre mas também um dos portos mais activos do Mediterrâneo. A sua estratégica localização, tornou-a uma cidade importante no comércio de sedas, produtos têxteis e indústrias químicas.

A nossa visita começou na Piazza del Duomo onde vimos o fantástico Orologio Astronomico e a Duomo di Messina, o único senão é que a Catedral estava em obras de reconstrução exteriores o que impediu de vermos a beleza desta Catedral no seu todo. O Orologio Astronomico é um dos mais bonitos relógios astronómicos do mundo, tendo sido construído em 1933. Este possui figuras em bronze dourado que representam momentos chave da religião e história da cidade. Já a Catedral de Messina foi construída no séc. XII e ficou famosa por ser o local onde foram guardadas as coisas de Conrad IV, Rei de Jerusalém. Nesta praça encontramos também a Fontana de Orione, desenhada pelo Giovanni Angelo Montorsoli para celebrar a construção do primeiro aqueduto. Ela é dedicada a Orion, o mítico fundador da cidade.
Orologio Astronómico
Duomo di Messina
Fontana de Orione
Depois de visitarmos a Catedral por dentro seguimos viagem, rumo à Fontana di Nettuno, pelo caminho fomos passando por alguns edifícios bastantes bonitos, nomeadamente a Galleria Vittorio Emanuele III e a Igreja Sant'Antonio Abate. A Galleria Vittorio Emanuele III foi projectado por Camillo Puglisi Allegra e construído entre 1924 e 1929 e em 2000 foi declarada de interesse histórico-artístico.
Galleria Vittorio Emanuele III
Igreja Sant'Antonio Abate

Finalmente chegámos à Fontana di Nettuno, construída em 1557, por John Angelo Montorsoli, que tinha como grande influência Michelangelo. Esta é uma escultura de tributo a Neptuno, que tem na sua constituição diversos cavalos marinhos e golfinhos. Aproveitámos a zona para descansar um pouco, pois estava muito calor e havia por ali algumas sombras que souberam maravilhosamente bem.
Aqui perto, encontrámos o War Memorial, construído em 1936 para comemorar os patriotas que perderam a vida pelo país, a estátua mostra os aviadores, marinha e soldados de infantaria.

Fontana di Nettuno
War Memorial

Contudo tínhamos que continuar a nossa viagem, cujo destino era o Templo del Cristo Rei, ainda nos perdemos pelo caminho, a sorte é que este fico no alto e só tivemos mesmo que caminhar na direcção dele.
Este foi construído em 1900 e na sua cripta enconta-se um memorial aos soldados italianos. A grande desilusão aconteceu quando lá chegámos e batemos com o nariz na porta, pois o Templo estava fechado. Tanto cansaço e calor para nada. A compensação ficou mesmo na vista que tínhamos lá de cima, sobre a cidade.
Decidimos então iniciar a descida, mas desta vez por um local diferente. O que nos permitiu conhecer o Santuario della Madonna di Montalto, localizado na colina de Caperrina. Este santuário encontra-se ligado à tradição da aparição de Nossa Senhora em defesa de Messina.

Templo del Cristo Rei

Santuario della Madonna di Montalto
A parte mais engraçado deste passeio, foi depois de sairmos do santuário irmos pedir informações a uns senhores que se encontravam todos juntos a conversar. Cada um nos deu uma indicação diferente e começaram a discutir uns com outros por onde é que devíamos ir. O certo é que ficámos na mesma e sem saber por onde ir, tendo que partir ao desconhecido depois da agitada conversa. Percorremos as ruas desta cidade e observámos algumas situações engraçadas e caricatas. Como por exemplo, estar um calor abrasador e estarem a vender melancias expostas ao sol ou então estarmos numa tabacaria para comprar postais e a senhora que estava a atender estar em amena cavaqueira com outra pessoa e não querer saber de nós estarmos à espera para pagar. Mas acabam por ser estas situações que tornam os sítios tão especiais e inesquecíveis.
Venda ambulante de melancias

Churrasqueira
Na nossa aventura de descoberta pela cidade acabámos por encontrar a bonita Annunziata dei Catalani e a Chiesa del Carmine. A Annunziata dei Catalani, é considerada um milagre pois foi o único edifício a sobreviver ao sismo de 1908. Data do período Normando, mas resulta de uma mistura de estilo arquitectónicos diferentes: normando, árabe e bizantino.
Já a Chiesa del Carmine, foi construída no lugar da Igreja com o mesmo nome que foi destruída num grande fogo no início do séc. XX. Esta retrata a arquitectura do séc. XVIII, sendo um dos mais importantes projectos do arquitecto Cesare Bazzani. Só tenho pena de não ter fotografias da igreja completa por fora, pois é mesmo bonita. Mas na altura que chegámos junto a ela estava muito trânsito e depois de sairmos do seu interior esqueci-me. Fiquei furiosa quando me apercebi deste erro. Só tenho mesmo uma foto do telhado que fotografei quando subi ao terraço que a mesma tem.
Annunziata dei Catalani
Chiesa del Carmine
Foi um dia muito bem passado, pena foi mesmo o calor que se fazia sentir que atrapalhava um pouco a nossa caminhada. Conhecer esta cidade leva-me a querer conhecer outros recantos de Sicília, pois acredito que valerá muito a pena.

Espero que tenham gostado :)